Diálogo Interno: O que você se diz ?

 

Todos nós falamos sozinhos, o tempo todo. A maioria das vezes de forma não verbalizada e muitas pessoas ainda não se deu conta deste diálogo. Ao longo do dia estamos constantemente pensando e interpretando as situações em que nos encontramos. Esta conversa que acontece na mente inclui nossos pensamentos conscientes, bem como nossos pressupostos ou crenças inconscientes, é uma espécie de filtro que avalia, julga, dá o tom, a cor e a forma como interpretamos as situações.

Grande parte de nossa conversa interna diz respeito a situações corriqueiras como “preciso pagar a conta”, “vou ao mercado depois do trabalho”, “amanhã é aniversário de fulano, o que vou comprar de presente?”, são os lembretes que nos mantém funcionais, cumprindo com as obrigações e compromissos. A grande questão é de que forma damos continuidade a estas conversas. Se eu esqueço de pagar a conta, por exemplo, posso ter pensamentos do tipo: “Como fui esquecer de pagar esta conta ? Sou muito cabeça de vento mesmo, não consigo fazer nem isto direito”, o que pode desencadear um ciclo de negatividade. Dependendo da forma como eu falo comigo mesma, posso estimular ou diminuir a autoconfiança, autoestima e meu desenvolvimento pessoal. Se eu consistentemente reforço uma baixa opinião de mim mesma, esta passa a ser uma verdade e minhas atitudes serão de acordo com ela.

Pense nisto por um minuto; Se você está constantemente se depreciando, como você pode esperar se sentir bem, acreditar e confiar em si mesma ?

Você pode nem sequer estar ciente de toda a extensão do seu diálogo interno negativo, mas quando você está armado com um pouco de conhecimento, você pode fazer algumas mudanças realmente positivas. É por isto que devemos estar atentos às nossas conversas internas. Tomando consciência deles, é possível testar, desafiar e mudar os padrões habituais. Mudar esta conversa interna é realizável, além de desejável. Com a prática, é possível substituir pensamentos tóxicos por outros saudáveis e estimulantes, para que possa agir de forma congruente.

Uma vez que você decida olhar para os seus pensamentos como um observador, provavelmente ficará surpreso com o quanto seu pensamento é impreciso, exagerado ou focado nos aspectos negativos das situações. O primeiro passo é tornar-se consciente do que você costuma se dizer, e com qual frequência. Sempre que você se encontra em um estado de espírito negativo, preste atenção às coisas que você está dizendo e como elas fazem você se sentir. Sempre que você se sentir deprimido, irritado, ansioso ou chateado, use isso como um sinal para parar e tomar consciência de seus pensamentos. Sugiro que então você se faça algumas perguntas, para que esta consciência seja ampliada e assim, possa ser revertida:

– Os meus pensamentos são realistas ou apenas as minhas interpretações ? Como posso ter certeza?

– Estou olhando para a situação de for

ma negativa ?

– Existem outras maneiras de eu olhar para essa situação?

– Se eu fosse mais positivo, como olharia para esta situação?

– Esta maneira de pensar é produtiva ?

– Como eu prefiro pensar ? Esta última pergunta é a chave para a mudança. Os pensamentos não são seres com vida própria, muito menos animais indomáveis. É possível e recomendável que se escolha de forma consciente os próprios pensamentos.

30 perguntas para avaliar a autoestima

Autoestima ou Autocompaixão ?

Autoestima é diferente de Autocompaixão ? Há algum tempo tem-se levantado um grupo em favor a desenvolver a Autocompaixão em detrimento da Autoestima. Esta semana uma cliente me perguntou o que eu achava, estava com dúvidas, principalmente nas consequências negativas...

Covid-19, Estresse e Autoestima

A OMS está divulgando repetidamente relatórios mostrando que a cada 40 segundos há alguém no mundo que comete suicídio devido à depressão e ansiedade resultantes do estresse (relatório da OMS, 9 de setembro de 2019). Obviamente, os sinais e sintomas do estresse agudo...

Diálogo Interno

Diálogo Interno: O que você se diz ?   Todos nós falamos sozinhos, o tempo todo. A maioria das vezes de forma não verbalizada e muitas pessoas ainda não se deu conta deste diálogo. Ao longo do dia estamos constantemente pensando e interpretando as situações em que nos...

Sinais de uma baixa Autoestima

Como saber se uma pessoa tem uma baixa Autoestima ?   Como saber se uma pessoa tem baixa Autoestima ? Existem alguns testes para medir o nível de Autoestima de uma pessoa, como o provavelmente mais conhecido Escala  Rosenberg , que é mais usada para pesquisa do que...

Porque a Autoestima é importante ?

Uma Autoestima saudável sustenta todas as experiências positivas em nossas vidas e influencia todas as nossas decisões e escolhas mais significativas. Assim, molda o tipo de vida que criamos.

Sombra, para quê te quero ?

O Efeito Sombra  popularizou-se devido ao documentário e livro homônimos, este escrito por Debbie Brown, Deepak Chopra e Marianne Williamson, em 2010. Entretanto, o pai do conceito e do termo foi o psicanalista Carl Jung. O livro de Debbie Brown  traz o entendimento...

Como construir um Diálogo Interno positivo

Como construir um Diálolgo Interno positivo ? Dialógo Interno é aquela conversa interior que todos temos. Saiba mais no post anterior. O que você diz a si mesmo é extremamente importante e influencia sua diretamente a autoestima e a autoconfiança. Idealmente,...

O que aprendo com Clarice

Lições de Autoestima   Vou logo avisando, para não ter mal entendidos, que não me refiro à famosa escritora. A Clarice a quem me refiro é uma fofura de três anos e meio de idade, que me enche de alegria e amor, de quem tenho a alegria de não ser somente tia, mas...

Autossabotagem

Sabe aquela situação que você não consegue mudar, que insistentemente se repete em sua vida ? Então, não foi a situação que não mudou. Foi você ! E se do lado de cá do monitor eu pudesse chutar, diria que foi Autossabotagem, uma forma inconsciente de agir para que eu...

Autoestima e Relacionamentos

Como a baixa Autoestima afeta os relacionamentos ? As pessoas tendem a assumir que as outras pessoas as veem de forma semelhante como elas próprias se enxergam.  Se me sinto inadequada e pouco inteligente, é provável que eu suponha que outras pessoas me enxerguem...

Consequências da baixa Autoestima

Quais são os efeitos da baixa Autoestima ? Já conversamos em outro post sobre o que é Autoestima. As consequências variam de pessoa para pessoa, e de acordo com a intensidade, o histórico e a percepção de cada um. Em tempos de modernidade líquida, parece existir em...

Autorrespeito

Quando uma pessoa faz aquilo que ela não concorda ou não tem vontade de fazer, ela perde ainda mais o respeito próprio e é óbvio que isto tem um efeito negativo na autoestima.

Autoaceitação: Como desenvolver ?

  A importância da Autoaceitação    Aceitar-se significa abraçar a totalidade de quem se é, não só as partes “estimáveis” mas principalmente aquelas que não gostamos em nós mesmos e que todos temos. A Autoaceitação é um passo fundamental na construção de uma...

De onde vem a “baixa” Autoestima?

A auto-estima está fortemente relacionada à maneira como você se vê e reage às coisas que acontecem em sua vida A baixa autoestima  é caracterizada por um senso de pouco valor de si mesmo. As pessoas com baixa autoestima muitas vezes sentem-se indignas de receber...

Autoestima Infantil

A auto-estima ajuda as crianças a lidar com os erros. Ajuda as crianças a tentar novamente, mesmo que falhem no início. Como resultado, a auto-estima ajuda as crianças a se sair melhor na escola, em casa e com os amigos.

+ Academia

ACOMPANHE

Microcast

O micro podcast da Academia de Autoestima no Spotify.

Gratuitos

Conheça o material gratuito disponível para você utilizar.