Diálogo Interno: O que você se diz ?

 

Todos nós falamos sozinhos, o tempo todo. A maioria das vezes de forma não verbalizada e muitas pessoas ainda não se deu conta deste diálogo. Ao longo do dia estamos constantemente pensando e interpretando as situações em que nos encontramos. Esta conversa que acontece na mente inclui nossos pensamentos conscientes, bem como nossos pressupostos ou crenças inconscientes, é uma espécie de filtro que avalia, julga, dá o tom, a cor e a forma como interpretamos as situações.

Grande parte de nossa conversa interna diz respeito a situações corriqueiras como “preciso pagar a conta”, “vou ao mercado depois do trabalho”, “amanhã é aniversário de fulano, o que vou comprar de presente?”, são os lembretes que nos mantém funcionais, cumprindo com as obrigações e compromissos. A grande questão é de que forma damos continuidade a estas conversas. Se eu esqueço de pagar a conta, por exemplo, posso ter pensamentos do tipo: “Como fui esquecer de pagar esta conta ? Sou muito cabeça de vento mesmo, não consigo fazer nem isto direito”, o que pode desencadear um ciclo de negatividade. Dependendo da forma como eu falo comigo mesma, posso estimular ou diminuir a autoconfiança, autoestima e meu desenvolvimento pessoal. Se eu consistentemente reforço uma baixa opinião de mim mesma, esta passa a ser uma verdade e minhas atitudes serão de acordo com ela.

Pense nisto por um minuto; Se você está constantemente se depreciando, como você pode esperar se sentir bem, acreditar e confiar em si mesma ?

Você pode nem sequer estar ciente de toda a extensão do seu diálogo interno negativo, mas quando você está armado com um pouco de conhecimento, você pode fazer algumas mudanças realmente positivas. É por isto que devemos estar atentos às nossas conversas internas. Tomando consciência deles, é possível testar, desafiar e mudar os padrões habituais. Mudar esta conversa interna é realizável, além de desejável. Com a prática, é possível substituir pensamentos tóxicos por outros saudáveis e estimulantes, para que possa agir de forma congruente.

Uma vez que você decida olhar para os seus pensamentos como um observador, provavelmente ficará surpreso com o quanto seu pensamento é impreciso, exagerado ou focado nos aspectos negativos das situações. O primeiro passo é tornar-se consciente do que você costuma se dizer, e com qual frequência. Sempre que você se encontra em um estado de espírito negativo, preste atenção às coisas que você está dizendo e como elas fazem você se sentir. Sempre que você se sentir deprimido, irritado, ansioso ou chateado, use isso como um sinal para parar e tomar consciência de seus pensamentos. Sugiro que então você se faça algumas perguntas, para que esta consciência seja ampliada e assim, possa ser revertida:

– Os meus pensamentos são realistas ou apenas as minhas interpretações ? Como posso ter certeza?

– Estou olhando para a situação de for

ma negativa ?

– Existem outras maneiras de eu olhar para essa situação?

– Se eu fosse mais positivo, como olharia para esta situação?

– Esta maneira de pensar é produtiva ?

– Como eu prefiro pensar ? Esta última pergunta é a chave para a mudança. Os pensamentos não são seres com vida própria, muito menos animais indomáveis. É possível e recomendável que se escolha de forma consciente os próprios pensamentos.

30 perguntas para avaliar a autoestima

Autoaceitação: Como desenvolver ?

  A importância da Autoaceitação    Aceitar-se significa abraçar a totalidade de quem se é, não só as partes “estimáveis” mas principalmente aquelas que não gostamos em nós mesmos e que todos temos. A Autoaceitação é um passo fundamental na construção de uma...

12 maneiras de construir uma autoestima saudável e duradoura

Resumindo, autoestima é o valor que você se dá, é opinião que você tem sobre si mesma e sobre suas habilidades. Embora todos ocasionalmente tenham dúvidas sobre si mesmo, o que é comumente conhecido como baixa auto-estima gera insegurança e insatisfação geral.  Quando...

Autoestima ou Autocompaixão ?

Autoestima é diferente de Autocompaixão ? Há algum tempo tem-se levantado um grupo em favor a desenvolver a Autocompaixão em detrimento da Autoestima. Esta semana uma cliente me perguntou o que eu achava, estava com dúvidas, principalmente nas consequências negativas...

Expectativas e a Autoestima

Como suas expectativas afetam a sua Autoestima ? Uma pessoa com Autoestima saudável tende a ter expectativas elevadas, porém realistas de si mesma. Isto porque ela tem noção dos seus dons e qualidades mas também tem consciência das fraquezas e dos pontos vulneráveis,...

Autoimagem Corporal & Autoestima

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a Autoestima resume-se a gostar da própria aparência e ter vaidade, a Autoestima é algo muita maior do que isso.

Planejamento e objetivos

Pela minha experiência eu posso dizer que um dos fatores que mais contribuem para a baixa autoestima é justamente deixar de fazer algo que precisa ser feito. É adiar, procrastinar, desistir dos próprios planos, desistir dos sonhos. Porque isto significa que você está desistindo de você mesma.

Covid-19, Estresse e Autoestima

A OMS está divulgando repetidamente relatórios mostrando que a cada 40 segundos há alguém no mundo que comete suicídio devido à depressão e ansiedade resultantes do estresse (relatório da OMS, 9 de setembro de 2019). Obviamente, os sinais e sintomas do estresse agudo...

Cinco hábitos da boa Autoestima

Não saber como ter mais Autoestima pode causar ansiedade e fazer muitas pessoas pensarem em desistir, ou nem começar, porque não vislumbram um caminho e a possibilidade da mudança.

Pare de se comparar !

É preciso estar bastante seguro de quem se é e do próprio valor, para não deixar-se abalar com tantas ideias do que “deveríamos” ser.

Autoimagem, Autoconceito e Autoestima

Qual a diferença entre Autoimagem, Autoconceito e Autoestima ? Diversos autores e pesquisadores contribuíram com pontos de vista variados e esta deve ser a principal razão da não existência de um consenso corrente sobre as definições dos termos. Popularmente há uma...

Não gosto da minha aparência – Parte II

Existem estudos e mais estudos mostrando como essa frustração e baixa autoestima faz com que as pessoas sejam mais consumistas. Existe toda uma indústria para que você se sinta assim, inferior. Isto é o que vai fazer você comprar x, y ou z produto que promete resolver o seu problema

Nove formas de ter mais Autoconsciência

Investir em autoconhecimento é fundamental para uma vida autêntica e tem grande impacto nas áreas pessoal e profissional.

O Crítico Interno

Um dos pensamentos autocríticos mais comuns é que você não é suficiente. Pode resultar de críticas comparativas e internalizadas.

De onde vem a “baixa” Autoestima?

A auto-estima está fortemente relacionada à maneira como você se vê e reage às coisas que acontecem em sua vida A baixa autoestima  é caracterizada por um senso de pouco valor de si mesmo. As pessoas com baixa autoestima muitas vezes sentem-se indignas de receber...

Como Desenvolver Autoestima ?

21 formas de ter mais autoestima

+ Academia

ACOMPANHE

Microcast

O micro podcast da Academia de Autoestima no Spotify.

Gratuitos

Conheça o material gratuito disponível para você utilizar.